quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Vença o mal com o bem - Por Pr. Daniel Candido de Oliveira

Romanos 12.20“Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer, se tiver sede, dá-lhe de beber, porque fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre sua cabeça.”

Provérbios 25.21-22“Se o que te aborrece tiver fome, dá-lhe de comer, e se tiver sede, dá-lhe água para beber. Porque assim brasas lhe amontoarás sobre a cabeça, e o Senhor te pagará.”


Jesus nos deu o seguinte princípio conhecido como regra áurea “tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles” Mateus 7.12.


Entendemos que Jesus disse assim: Trate as pessoas como você gostaria de ser tratado. Fale com elas como gostaria que falasse com você. Honre-as como gostaria que o honrassem. Dê-lhes o respeito que gostaria de receber. Ofereça-lhes a bondade que gostaria que lhe oferecessem.


A Palavra de Deus diz: “Se possível, quando depender de vós, tendes paz como todos os homens” Romanos 12.18. Em um mundo perdido nem sempre é possível viver em paz com todos. Há ocasião em que, apesar de todos nossos melhores esforços, acabamos ofendendo alguém.


Às vezes você é cercado de pessoas ignorantes e intratáveis na escola ou no trabalho, e não há nada que possa fazer. Pessoas assim não querem paz, preferem tumultuar. O conselho bíblico com respeito a pessoas desse tipo é simples: “viva em paz com elas”.


A Bíblia diz: “Quando depender de vós”. A única pessoa de quem você pode cuidar é de você mesmo. O ditado popular está certo: “Se um não quer, dois não brigam”. Se você se recusar a brigar, pelo menos não poderá ser culpado de causar o problema. Portanto, seja um pacificador.


A Palavra de Deus também nos adverte contra atitudes de vingança. “Não vos vingueis a vós mesmos” Romanos 12.19. A vingança pertence a Deus, que diz em sua Palavra: “A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei”.
Às vezes por um pequeno problema nos exasperamos e depois nos vingamos. A Bíblia diz: “Deixe Deus cuidar da vingança”.


O que acontece quando tentamos nos vingar por nossos meios? Fazemos tudo errado, ou agimos cedo demais ou tarde demais; atacamos a pessoa errada ou dizemos as palavras erradas; ou ainda, pioramos a situação ao invés de melhorá-la. O motivo mais importante para não nos vingarmos é que podemos acabar impedindo a operação de Deus na vida de outra pessoa. A visão de Deus é muito melhor que a nossa. A vingança é especialmente Dele.


Lembremo-nos de que foi Deus que expulsou Adão e Eva do Jardim, foi Deus que fez o Mar Vermelho abrir e secar para que os israelitas atravessassem e se fechar para afogar os Egípcios. Foi Deus que abriu a terra engolindo os filhos de Coré, foi Ele que feriu Miriãm com lepra.


Foi Ele que entregou o gigante Golias nas mãos de Davi. Foi Ele que também matou Ananias e Safira quando mentiram sobre sua contribuição. Deus é Deus, Ele vê aquilo que não somos capazes de enxergar. Ele conhece nossos pensamentos, sabe o que faremos antes de agirmos e conhece nossas razões. A vingança pertence a Deus.


Você nunca poderá executá-la tão bem quanto Ele. Ao contrário, só causará mais confusão. Portanto deixe Deus se vingar. Ele é muito melhor nisso como jamais você será.


Existe um modo especial de acertar as contas. A ordem de Deus é: “Se o que te aborrece tiver fome, dá-lhe pão para comer, se tiver sede, dá-lhe água para beber” (Provérbios 25.21).


Sem duvida, essa ordem de Deus é um contra senso. “Alimentar o inimigo?” Se alimentar o inimigo ele ficará mais forte. Mas quem é o inimigo? Quase sempre é um amigo, ou um membro da família. O inimigo sempre é o mais próximo.


Não tenho inimigo no Iraque, pois não conheço ninguém lá. O inimigo é aquele que te conhece bem de perto, e conhece todas as tuas fraquezas, ele conhece todos os teus defeitos, tuas falhas porque convive com você todos os dias.


O marido pode ser um inimigo? Sim, e você ainda é capaz de amá-lo, mesmo assim você consegue suportá-lo. A esposa pode ser sua inimiga? Sim, pois ela conhece suas fraquezas e vê sua real identidade. É por isso que você deve dar pão e água para seus inimigos.


Você não deve deixar o seu cônjuge morrer de fome. É por isso que você deve dar de comer e beber ao teu chefe, teu professor, aquela pessoa insuportável que trabalha ao teu lado.


Tratar o inimigo com bondade resulta em algo positivo – você amontoa brasas vivas sobre a cabeça deles. As brasas vivas amontoadas sobre a cabeça têm o objetivo de curar, e não ferir, mas sim conquistar, não envergonhá-lo e sim levá-lo ao arrependimento.


O que poderia ser brasas vivas? Uma palavra amiga, um telefonema, um bilhete, flores, uma refeição, um pequeno presente, uma carta de recomendação, oferecer uma carona, e muito mais do que se possa imaginar. (Provérbios 25.22)


Traz o resultado positivo “O Senhor te retribuirá”; Deus recompensa àqueles que usam de bondade para com os seus inimigos. A Bíblia diz que a vingança destrói.


O texto de Romanos 12 termina com um lema muito claro, que resume os ensinamentos de Paulo: “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem”, isto é, não deixe a vingança destruir sua vida.


Este é um dos motivos por que tantas pessoas têm problemas de saúde. Seu mal não é causado por uma bactéria ou vírus estranho, sua alma está doente, e o corpo também sofre.


A lista de males é longa, incluindo, dentre outros, hipertensão, problemas cardíacos, dores de cabeça, provocadas por tensão, pesadelos, úlceras, problemas de estômago e de peso, visão embaçada, torcicolo, e insônia.


A Bíblia diz: “Vence o mal com o bem”. Apesar de vivermos em um mundo onde o mal quase sempre parece levar a melhor, trata-se apenas de uma situação temporária.


O mal pode se dar bem a curto prazo, mas no final, o bem sempre vence. Se a vida fosse uma corrida de cem metros, você apostaria no mal, mas a vida é uma maratona, e, por isso o bem vencerá no final. Essa vitória pode não vir no decorrer de uma vida ou geração, mas ocorrerá no devido tempo.


Deus opera para fazer justiça no mundo, e se a justiça não for feita nesta vida, certamente será no dia do Juízo. A justiça será feita. Os malfeitores serão julgados e castigados. Mas para aqueles que seguem os passos de Jesus serão recompensados. Pois, essa é a promessa de Deus.


“Vença o mal com o bem”.


Pr. Daniel

2 comentários:

Judith Preuhs disse...

A Paz do Senhor Pr. Daniel,

Acessei este blog quando buscava um entendimento melhor para o versículo de Romanos que nos ensina a" amontoar brasas vivas sobre a cabeça dos nossos inimigos", e gostaria de dizer que fui muito edificada com a maneira que o Pastor abordou o assunto. Ampliou a minha visão do texto.
Parabéns!! Deus continue te abençoando.

Judith Preuhs - Uberlandia MG

Sentido comum disse...

A Paz

Estive no culto de Domingo ( dia 5 ) e escutei a menssagem que o senhor pregou sobre a dificuldade de Deus o tema é um paradox, gostei muito.

Sou novo morador na vila das Merces, e chequei até a Igreja atraves deste blog.

Um forte abraço
Alan e Carol
www.leidosentidocomum.blogspot.com