segunda-feira, 11 de agosto de 2008

XIV Conferência Missionária IECP


POR Patrícia R. Albarez


Existem dias que somos marcados de uma forma inesquecível em nossa igreja. Dias que nossa expectativa sobre o que Deus fará em nós aumenta, nossos horizontes se abrem, nossos corações se quebrantam ainda mais. Isso acontece em dias de Conferência Missionária. Não só porque várias pessoas e departamentos se unem para organizar esse evento, mas porque se trata da maior causa em todo o mundo pela qual vale à pena uma pessoa dar a sua vida: a causa de Cristo... O Reino de Deus.

Neste ano, não foi diferente. Fomos desafiados a ser a resposta da oração feita por Jesus em João 17:21 “para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em Ti. Que eles também estejam em nós para o mundo creia que tu me enviaste”. Fomos desafiados a sermos UM independente de nossas diferenças, em todos os momentos, em todos os lugares; a deixar a hipocrisia e a religiosidade de lado e sermos o Corpo de Cristo, andando para o mesmo propósito; viver verdadeiramente o Amor de Deus para que o mundo veja em nós o Senhor Jesus.

A Conferência Missionária deste ano foi a décima quarta, que ocorreu nos dias 04, 05 e 06 de julho. Com muita alegria, os adolescentes trabalharam muito para a entrada e saída das Bandeiras como um ato profético. Com muita disposição, tivemos o Grupo de Louvor e o Coral na ministração do cântico-tema da Conferência. Com muita energia, vários irmãos e irmãs se disponibilizaram para ajudar na cantina e na limpeza. Tivemos a dedicação do Departamento Infantil em organizar a Conferência Missionária Infantil.

As crianças aprenderam a confeccionar um “livro sem palavras” para evangelizar os amiguinhos através das cores desse livrinho. Estiveram conosco, caravanas das congregações das cidades de Santa fé do Sul, Cerquilho, Jabaquara, Rio Grande da Serra e outras. E com muito Amor recebemos nossos missionários Arimá, Rodolfo, Talita e Elenice.

Foi com muita expectativa, também, que recebemos em nossa igreja homens ungidos por Deus para ministrar aos nossos corações. Na sexta-feira, recebemos um dos pastores missionários da Missão Kairós que trouxe um acervo riquíssimo de livros para edificação da igreja sobre assuntos diversos e, principalmente, sobre Missões. No sábado, recebemos pela primeira vez o pastor Édison Queiroz (Igreja Batista de Santo André), conhecido por seu trabalho na área de incentivo à missões nas igrejas locais e fundador do ministérios Atos 1:8 em Ação. Ele falou sobre como todo o cristão deve obedecer a Grande Comissão, inclusive com suas finanças, investindo na Obra Missionária. Mostrou-nos as estatísticas das maiores religiões presentes no mundo e que, infelizmente, os cristãos – aqueles que seguem somente a Cristo – não são a maioria, faltando ainda muito para ser feito. Foi uma noite marcante para toda a igreja e o Espírito Santo falou profundamente através da Palavra.

No domingo pela manhã, tivemos a presença do pastor Sérgio Barbosa, da APEC – Aliança Pró Evangelização da Criança. Uma ministração poderosa: pudemos ver na Palavra de Deus os motivos para evangelização das crianças. Além disso, conhecemos um pouco mais o trabalho com crianças realizado pela APEC.

Finalmente, no domingo à noite, recebemos, assim como na Conferência de 2004, o pastor Cláudio Machado, da Missão Kairós. Traçando um paralelo entre o Islamismo e o Cristianismo, ele falou sobre a extrema importância da educação na família e o poder que a unidade causa. Como pode uma família cristã proibir seu filho de se dedicar ao Senhor Jesus através da obra missionária em contraste de uma mãe muçulmana despedindo-se de seu filho, com muito orgulho, sabendo que ele está preste a morrer em nome Alá? Como pode um jovem muçulmano ter o sonho de morrer pela causa islâmica e um jovem cristão ter somente o sonho de conquistar carros, casas e uma grande carreira profissional por que tem sua própria vida como preciosa demais? Onde está a unidade do Corpo de Cristo? Como temos criado nossos filhos: para o mundo ou para Cristo? Foi uma noite de quebrantamento, arrependimento e rendição total ao Senhorio de Cristo. O Espírito de Deus ministrou em nossos corações e nos marcou naquela noite.

Esses foram dias de desafios! Desafio de mudarmos nossas atitudes e realmente sermos UM em Cristo Jesus. Vivermos pela Verdade que liberta e não para nós mesmos. Quando formos UM, o mundo verá em nós a manifestação do Amor de Deus em Cristo Jesus.


Um comentário:

cleia disse...

A paz do Senhor,quem coloca sua vida em prol das missoes, com toda a certeza conhece o coraçao de DEUS,e quero atràves desse comentário,dizer que amo está igreja e este povo,bjssssss irma Edna e a todos desse trabalho tao abençoado e tao importante para o reino do nosso DEUS ,irma Edicleia e irmao Lauro paz do Senhor.